maio 02, 2016

01. Revelação Inesperada

Segunda Temporada Completa, aqui.
Último Capítulo da Segunda Temporada, aqui.


01. Revelação Inesperada

Não podia acreditar no que estava a ver, à minha frente estavam dois seres que eu conhecia, duas pessoas que nos tinham alojado nas férias de verão na sua casa de campo durante os anos em que andámos na escola, os nossos tios.
Richard, o meu avô paterno, depois do seu casamento com a mãe do meu pai adotivo separou-se e juntou-se a Izabelle, descendente de uma família aristocrata, com quem continua casado até hoje, deste relacionamento nasceu a minha tia, Audrey, ou minha mãe biológica. Já não os via há mais de três anos, tinham-se mudado para a Austrália onde geriam o novo negócio. Audrey e George, o meu verdadeiro pai, eram milionários e gostavam de ostentar a sua fortuna, agora tinham regressado.
- Isaac como está crescido e bonito ... - Começou ela para mim, desde sempre que nunca conseguira distinguir-me do meu irmão.
- Eu sou o Aiden! - Disse friamente. - E estou já de saída.
- Espere por favor, deixe-nos explicar o motivo para a Grace e o Ethan terem ficado a tomar conta de vós. - Pediu avançando na minha direção. George mantinha-se calado ao seu lado.
- Tem cinco minutos! - A raiva que sentia por nunca me terem revelado a verdade era enorme, não os queria ouvir, por causa deles tive uma infância amargurada. Olhei para o relógio. - O tempo está a contar.
Depois de nos sentarmos no banco junto à árvore onde a minha suposta mãe observava a situação, Audrey contou-me que tinha ficado grávida antes de se casarem e que sendo a mãe da alta sociedade não a deixou assumir as crianças porque seria um escândalo naquela época para o nome dela e para a família, obrigando-a a abortar ou a abandoná-las, visto que George tinha viajado durante um ano para o estrangeiro não podendo assim celebrar o casamento antes do nascimento. Disse também que se apegou a nós e que por isso não foi capaz de nos abandonar pedindo ao seu irmão e à sua esposa para tomarem conta de nós, mas teria de ser dos dois porque não nos queria separar. Olhei para o relógio e reparei que o tempo se tinha esgotado.
- E agora resolveram aparecer e estragar-nos ainda mais a vida. Muitos parabéns, lamento informar-vos é que nenhum de nós os vai perdoar, portanto podem voltar de onde vieram. Adeus. - Virei costas e vim-me embora.
- Espere Aiden! Dê-nos uma oportunidade e poderemos ser uma família feliz. - Parei e fiquei a assimilar aquelas palavras, dentro de mim senti um ódio semelhante àquele que tinha quando matei a Lea no seu escritório, encarei-os sem dizer nada e depois voltei novamente costas e saí daquele espaço.
Entrei no carro e liguei ao Isaac precisava de saber como estava, depois de várias insistências sem sucesso resolvi ligar à Arya para saber dele, esta encontrava-se no trabalho e não o via desde essa manhã, só poderia estar em casa. Liguei o carro e arranquei a alta velocidade para lá, ele devia estar péssimo com a informação.
Quando lá cheguei reparei que tinha o carro estacionado, bati à porta e não abriu, lembrei-me que existia uma chave por baixo do vaso da entrada e abri a porta, chamei por ele e nada, vasculhei pelo andar de baixo, nenhuma resposta, quando cheguei ao nosso quarto, vi-o estendido em cima da cama com os pulsos cortados, estava desmaiado, o sangue escorria pelo chão, corri para junto dele e tentei acordá-lo, peguei no telemóvel e liguei para as urgências, uma ambulância vinha a caminho, fui até ao roupeiro buscar duas camisolas e amarrei-as aos seus pulsos para impedir o sangue de sair, ele ainda respirava, tinha medo de o perder, não podia ficar sozinho neste mundo, ele era o meu abrigo. Agarrei-me a ele e comecei a chorar, algo que não fazia há aproximadamente dezasseis anos, pedi-lhe perdão por tudo e implorei para ele acordar, os médicos chegaram e levaram-no, segui atrás deles no meu carro, a minha roupa estava manchada com a alma do meu irmão. Nunca iria perdoar os meus pais. Pelo caminho liguei a Mirna, ela ficou em choque e disse-me que tudo ia correr bem, ia-se despachar para ir ter ao hospital, disse também que informaria a irmã.
No hospital o Isaac estava a ser atendido quando a Mirna apareceu e me abraçou, desabei e chorei no seu ombro, ela agarrou-me e disse que ele era forte e não ia ser nada, depois beijou-me. Conseguiu acalmar-me, ficámos nos bancos há espera enquanto lhe contei tudo o que tinha acontecido, a sua mão apertava a minha. Nesse momento a Arya chegou bastante nervosa e com as lágrimas nos olhos a perguntar por ele, depois de a informar ela foi ter com o médico para pedir mais informações mas não lhe disseram nada de novo, ela sentou-se e baixou a cabeça entre as pernas. Mirna perguntou-lhe o que tinha e ela respondeu que era um simples enjoo mas que iria passar.
Algum tempo depois o médico apareceu e disse que tinha corrido tudo bem e não passava de um susto, disse-nos que ele iria ficar lá a repousar. Pedi ao médico para o ver e ele cedeu. Quando entrei no quarto ele estava a dormir serenamente, o meu coração estava apertado por o ver ali, continuou a dormir até sair. 
Na sala de espera Mirna convenceu-me a ir para casa descansar, pedi-lhe para vir comigo e ela aceitou, precisava da sua companhia, de sentir o seu cheiro junto a mim.
Estávamos no sofá, eu tinha a cabeça no seu colo, sentia-me confortável assim. Levantei-me e fui até ao quarto buscar uma caixinha que lhe entreguei depois, quando ela a abriu e reparou que lá dentro estava uma chave ficou sem perceber, eu convidei-a para vir morar comigo, ela ficou alguns segundos em silêncio mas depois aceitou, seria bom também para a Arya e o Isaac, beijei-a apaixonadamente.
Ela estava na casa de banho quando me pediu para ir à sua mala buscar a pílula, assim fiz e qual não foi o meu espanto quando descobri involuntariamente lá dentro um bilhete de um colega seu, "Mirna eu sei que não me amas, mas poderia fazer-te muito feliz. Dá-me uma chance ...". Fiquei a olhar para o papel e vi que tinha um rival que precisava de ser posto fora de jogo.

Próximo Capítulo, aqui.

O que estão a achar do desenrolar desta história?

2 comentários:

  1. Estou a achar de mais! Espero que o Isaac fique bem depressa!! Será que a Arya está grávida? :p

    ResponderEliminar