fevereiro 20, 2016

Wayward Pines - Paraíso de Blake Crouch

Título: Wayward Pines - Paraíso
Autor: Blake Crouch
Editora: Suma de Letras
Páginas: 335
Ano de Lançamento: 2015
ISBN: 978-989-8775-36-8
Avaliação:



Esta trilogia foi adaptada para uma minissérie de seis episódios e exibida na Fox.



Sinopse:
"As crianças brincam na rua e os pássaros cantam nas árvores quando o agente dos serviços secretos Ethan Burke chega a Wayward Pines, uma terra idílica nas paisagens de Idaho. 
A sua missão é clara: encontrar dois agentes federais que desapareceram há dois meses na bucólica localidade. Apenas minutos depois de chegar, Ethan sofre um violento acidente e acorda no hospital: sem documentação, sem telemóvel, sem a sua pasta. À medida que a investigação avança, as dúvidas são cada vez mais numerosas e inquietantes do que as respostas. Porque não consegue Ethan comunicar, de nenhuma forma, com a mulher e o filho? Por que razão todos duvidam da sua identidade? Qual é o propósito do muro electrificado que circunda a cidade? Impedir os habitantes de sair… Ou impedir alguma coisa de entrar? 
A cada passo que dá na procura da verdade, Burke afasta-se cada vez mais do mundo que pensava conhecer e do homem que pensava ser. Até que esbarra numa dúvida aterradora: será ele capaz de sair de Wayward Pines?"

"Wayward Pines o lugar de onde não deveríamos querer sair."

Opinião:
Por ter visto a série primeiro eu já sabia o que ia acontecer mas fiquei admirado com a quantidade de situações que são diferentes, embora muitas delas só comecem a acontecer nas últimas 50 páginas do livro. 
Na série muitas coisas passam-nos completamente ao lado, ficamos com a impressão que é a primeira vez que o Ethan acorda em Wayward Pines mas no livro não é bem assim ... Mais duas coisas completamente diferentes entre série e livro é que enquanto na série a Theresa e o Ben aparecem ao fim de um tempo, no livro eles já lá estão há cinco anos, mas não vou aqui fazer spoilers, outra coisa completamente diferente é a forma da morte de um determinado personagem, enquanto na série esta é atropelada (quem viu a série sabe de quem falo), no livro é comida ...
Passando ao enredo considero-o um pouco lento e descritivo, é certo que às vezes é importante para ficarmos a compreender melhor algumas coisas mas existe outras que não faz sentido, por exemplo, achei um excesso de descrição numa cena em que o Ethan está a fazer escalada, quase 5 páginas sobre o mesmo.
Gostei das personagens serem desenvolvidas consoante a sua importância na história, quando mais vai aparecendo mais se sabe.
Achei interessante a explicação arranjada para o motivo de não se poder sair de Wayward Pines ou falar sobre o passado e tudo o que envolva política ou cultura. Podia ser tudo um sonho de Ethan ou algo mais banal mas o motivo é muito mais inteligente.
Agora resta-me ler o segundo livro "Wayward Pines - Revolta" e ver as mudanças.

Já leste este livro? 

2 comentários: